Meus sentidos e sua sinestesia

Usarei cinco estrofes para isso:
discorrer sobre meus 5 sentidos
que perturbam-se como em aviso
de que sou vão sob seus sorrisos

Minha visão cegou-me com gratidão
foi quando, ainda que muito míope,
de longe assisti à sua aparição;
abriu-me os olhos, fiquei insone

Meu olfato desfez outros odores
e desse modo exalou apenas o seu
houvera contenda entre as flores
perante às quais você percorreu

Tive tato e toquei breve sua alma
enquanto, distraída, você escutava
tive tempo de apertar seu coração;
ganhei de novo minha mão amputada

Estava dormindo e escutei sua voz
e acordei, despertado, e admirado.
Seu ruído é do meu pesadelo algoz
mas ouço agora seu abraço apertado

Sinto na língua o beijo temperado
tornando o gosto do belo inevitável
serei guloso, sim, serei exagerado
desejando outro beijo, outro afago!

Autor: Lucas Vinícius da Rosa

One Response to Meus sentidos e sua sinestesia

  1. alcides disse:

    Bem vindo ao mundo dos sentidos !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.