As entrelinhas do Contrato

I.

Das vozes frívolas as perguntas
às quais tão só as suas respostas;
faça-se disto uma moralista aposta
e encontrar-se-ão ávidos jogadores
a preencherem os largos corredores
das casas de jogos da sua opinião.

II.

O vento alísio dos bem-sucedidos
concede alívio à face sociopata;
ainda sendo humanos e indivíduos,
as posses o espírito lhes arrebata.

III.

As becas negras,
os adornos púrpura,
as maquiagens belas,
o brilho que sepulta,
as fotografias perfeitas,
a assinatura que fulgura,
a sociedade que se ajeita,
as asas já muito curtas,
e o homem a se arrastar.

Autor: Lucas Vinícius da Rosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *